Latest Post

A elevação no País é considerada pequena, passando de 47 mil novos casos em 2010 para 48 mil em 2016

Aumentou o número absoluto de novos casos de aids no Brasil, em tendência contrária ao que se registra na média mundial. Dados divulgados nesta quinta-feira, 20, pela UNAids, órgão das Nações Unidas para lidar com a epidemia, apontam que o total de novas infecções a cada ano no Brasil aumentou em 3% entre 2010 e o ano passado. No mundo, essa taxa sofreu contração de 11%.

A elevação no País é considerada pequena, passando de 47 mil novos casos em 2010 para 48 mil em 2016. Procurado, o Ministério da Saúde alegou que a grande população causa distorções na análise e teria sido melhor utilizar taxas de detecção da infecção, obtidas pela divisão do número de casos pelo número de habitantes. Assim, os dados epidemiológicos do Brasil indicariam a estabilização da epidemia, com viés de queda.

R7, com Estadão


As amigas elogiam muito o vestido Dior, a bolsa Fendi e os sapatos Chanel da psicóloga (“mas não exerço”) Maria Cecília*, 35 anos, que prefere cuidar da casa a trabalhar fora: “Optei por ser esposa, mãe e administradora do lar”, diz ela. Mas seu maior orgulho não é o traje nem a família, são os cabelos. Obedientes como os de um anúncio de xampu, os fios retornam ao mesmo ponto a cada pequeno deslocamento da cabeça, enquanto Maria Cecília assiste a uma palestra intitulada “como ressuscitar o casamento e deixá-lo irresistível para sempre”. Marcado em uma terça-feira útil, o evento reúne cerca de 80 mulheres com idades que vão de 30 a 45 anos, todas igualmente viçosas e atentas, em um bufê infantil de Moema, na zona sul de São Paulo.

A professora é uma mulher de cerca de 60 anos chamada Maria Teresa, vulgo Tetê, que se apresenta como “orientadora familiar”. Cabelos altos à frente e batidos na nuca, ela está com um tailleur marfim, sapatos fechados caramelo e unhas pintadas de um rosa esmaecido. Diz que se formou em “família” na Espanha — terra do cineasta Pedro Almodóvar, diretor, entre outros, de “Mulheres a Beira de Um Ataque de Nervos”.

Futebol e cervejinha
Mãe de “três homens feitos”, a orientadora fala com a experiência de quem passou 40 anos casada com “um marido nada fácil”, “administrando escola, supermercado e empregados em uma casa movimentada”. “É preciso permitir que os homens sejam como são”, recomenda Tetê. “Uma companheira de verdade desenvolve um interesse genuíno pelo marido. Se precisar, toma uma cervejinha com ele, assiste ao futebol e discute a apólice de seguro do carro.”

Ao lado de Maria Cecília, a boleira Fernanda, 42, e a designer de joias Bebel, 38, fazem um sinal afirmativo com a cabeça, num silêncio reverencial, como que aprovando os ensinamentos da Tetê. Algumas alunas tomam notas em pequenos moleskines.

Em um tom carregado de pertinência, a mestra chama a atenção para a importância de não brigar com o marido na presença dos filhos (“caso contrário, eles podem crescer inseguros”) e também de “soltar” frases afirmativas de apoio ao companheiro: “Se ele chegou estressado por causa dos negócios, diga: ‘Conte comigo’, mesmo que você não tenha ideia do que se trata.”

Comédia romântica
Como não existe a menor possibilidade de uma blitz femininista no bufê, Tetê voa em céu de brigadeiro. Importante registrar que não há homens no ambiente e que, então, ela fala por eles.

Muito leve, o discurso dela é salpicado de humor. Diz a professora: “Quando um casal assiste a uma comédia romântica, as reações dos dois são diferentes. Enquanto ela chora de se acabar, ele dorme de roncar.” Na audiência, todas riem sem abrir muito a boca, para não estragar a maquiagem.

No auge do aconselhamento, Tetê passa num telão uma cena do filme “Dança Comigo” ( 2004), em que o personagem John Clark (Richard Gere) sobe a escada rolante de uma loja de departamentos vestindo smoking, com uma rosa na mão, e a entrega à mulher, Bervelly (Susan Sarandon). As vendedoras se emocionam. “É pra você”, diz ele, com um sorriso acanhado. As alunas de Tetê seguram a respiração. Num arrebatamento de cupido, a professora pergunta: “Não é maravilhoso?” Ouvem-se murmúrios afirmativos no salão do bufê infantil: “Ahã”, sorri uma aluna; “Oh, yes”, diz outra; “Hmm”, sonha uma terceira. E Tetê: “Pois saibam que isso existe”, garante. “Não é coisa de filme de Hollywood não!”

Porém, como nem todo dia Bervelly está disposta a atender os desejos de John, Tetê aconselha: “Se não estiver a fim quando ele a procurar na cama, seja prática. Não custa perder 15 minutos para fazê-lo feliz. Ele fica tão relaxadinho.” Pela manhã, se precisar despertá-lo, “faça-o com pequenos toques físicos”. “Nunca fale ao acordá-lo. Ponha apenas a mão no ombro dele.”

Marido perfeito
Sim, “é preciso regar a plantinha”. No dia a dia, diz a professora, “funciona deixar mensagens delicadas, como um coraçãozinho no mouse do computador”. Outra dica valiosa: “Nenhum homem gosta de andar armado com um canhão. Mantenha-se em forma, livre-se daquela camisolinha puída e não deixe de pintar as unhas dos pés porque é inverno”.

Para evitar que as meninas se percam, a orientadora familiar mostra no power-point a ilustração de uma pirâmide de qualidades do marido perfeito. Ela informa que quem quiser pode pegar uma cópia do desenho ao fim da aula. São cinco itens que ela, Tetê, considera importante encontrar no parceiro: da base para o cume, lê-se “afetuoso”; “conversador”; “honesto”; “apoio financeiro”e “comprometido”. A explicação: “Uma esposa companheira, amiga, presente, terá um marido conversador; uma parceira sexual ‘fabulosa’ costuma gerar um marido afetuoso; uma esposa atraente pode ter como consequência um marido mais honesto; uma esposa que admira o marido pode gerar um companheiro mais comprometido com a família e com ela própria!!”

Maria Cecília e suas colegas de turma, que pagaram R$ 150 cada uma para participar da palestra, deixam o bufê infantil “com um gostinho de ‘quero mais’”. “Eu até percebia tudo isso, mas a Tetê deu o caminho das pedras”, acha Bebel. “Ela é fantástica, vou recomendar”, afirma a pedagoga (“mas não exerço”) Paty, 43.

As identidades das pessoas estão alteradas porque as envolvidas pediram para não citá-las , mas o blog achou importante compartilhar as lições de Tetê no bufê infantil.

Blog do Paulo Sampaio – UOL


Os resultados revelaram que ter diabetes aumenta significantemente o risco de desenvolver a impotência sexual. (iStock/Getty Images)´

De acordo com um novo estudo, publicado no periódico científico Diabetic Medicine, a disfunção erétil afeta mais da metade dos homens com diabetes. Ao todo, 52,5% homens diabéticos sofrem com a condição. Do total, segundo a pesquisa, 66,3% possuem diabetes tipo 2 e 37,5% do tipo 1.

Estudos anteriores já indicaram que a diabetes pode comprometer os nervos e vasos sanguíneos necessários para a ereção. Agora, os pesquisadores acreditam que os novos resultados podem incentivar os homens que sofrem de diabetes a fazer exames e a buscar intervenções para o problema.

O estudo
Pesquisadores da Universidade de Padova, na Itália, analisaram dados de 145 pesquisas que estudaram a relação entre a diabetes e a disfunção erétil. No total, 88.577 homens com os tipos 1 e 2 da doença participaram do levantamento.

Os resultados revelaram que ter diabetes aumenta significantemente o risco de desenvolver a impotência sexual.

Disfunção erétil

A dificuldade em manter a ereção ocorre por causa do comprometimento dos vasos sanguíneos, independente da produção de hormônios e dos estímulos suficientes. No entanto, ainda não se sabe por que os que possuem o tipo 2 da doença são os mais afetados.
Veja


Com zero anuidade ou taxa de manutenção de conta e 100% digital, o Banco Neon anunciou nesta quarta-feira (19) que vai lançar um cartão de crédito. Até então, a fintech só oferecia um cartão de débito da bandeira Visa.

O novo produto deve estar disponível nos próximos meses, segundo a companhia. Assim como o plástico de débito, o cartão de crédito será da bandeira Visa, com zero anuidade. A fintech promete cobrar juros mais baratos do que os grandes bancos de quem atrasar o pagamento da fatura.

“Vamos deixar claro todas as taxas cobradas, pois não queremos que as pessoas se endividem”, disse o CEO da empresa, Pedro Conrade. Oferecer cheque especial está fora dos planos. “É a maior sacanagem que existe”, disse.

O Banco Neon também está desenvolvendo produtos em parceria com empresas para oferecer seguros, câmbio e recarga de celular e transporte no aplicativo. “Se já existem bons produtos no mercado, por que não integrá-los ao Neon?”, disse o CEO.

A fintech também está testando oferecer contas digitais sem taxa de manutenção para pessoa jurídica, com foco em pequenas empresas.
Como outras fintechs, o Banco Neon vende a ideia de que cobra tarifas mais baixas, com mais transparência e atendimento mais fácil do que os bancos tradicionais. O Neon acaba de completar um ano, com 180 mil clientes, e pretende ter 1 milhão até o final de 2018.

Focada em “millenials”, a fintech lançou serviços como transferências via Siri, a assistente pessoal do iPhone que entende comandos de voz, e autenticação por selfie em vez de senha.

O aplicativo também tem uma ferramenta de planejamento financeiro que permite criar objetivos e agendar aplicações automáticas em um CDB que paga 90% do CDI. Por enquanto, o app não oferece outros investimentos.

Exame


G1 - Chester Bennington, vocalista do Linkin Park, morre aos 41 anos
Músico foi encontrado morto em sua casa perto de Los Angeles.

Morte é investigada pela polícia como suicídio.

Chester Bennington, vocalista da banda Linkin Park, foi encontrado morto nesta quinta-feira (20) em sua casa perto de Los Angeles, na Califórnia (EUA), informou a agência Associated Press. Segundo um porta-voz da polícia local, a morte é investigada como suicídio.

O site TMZ afirma que o cantor se enforcou em sua residência. O corpo foi encontrado pouco antes das 9h locais, de acordo com a publicação. Chester era casado e tinha seis filhos.

Ele lutou por anos contra drogas e álcool, e disse em uma entrevista no ano passado que já havia pensado em suicídio porque foi abusado quando criança, por um homem mais velho.

O músico era próximo de Chris Cornell, vocalista do Soundgarden e do Audioslave, que morreu em maio - também em um suicídio por enforcamento. O vocalista cantou a música "Hallelujah" no funeral do amigo, que completaria nesta quinta 53 anos.

Chester já contou em entrevistas que sofria com problemas estomacais. Durante shows e eventos de divulgação do disco "Meteora", ele sofreu com dores abdominais. O músico passou por uma cirurgia para curar uma hérnia de hiato. Em entrevistas, ele contou que, por causa doença, chegava a sentir vontade de vomitar quando cantava.


O rapper Mike Shinoda lamentou a morte do companheiro de Linkin Park. "Chocado e de coração partido, mas é verdade. Uma declaração oficial será publicada assim que tivermos uma", disse Shinoda em seu perfil no Twitter.
Linkin Park no Maximus Festival 2017, em maio deste ano (Foto: Flavio Moraes / G1)

Sucesso nos anos 2000

O Linkin Park teve seu auge no início dos anos 2000, com os álbuns "Hybrid theory" e "Meteora". Na época, o grupo emplacou seu rock alternativo, com influência de rap e metal, em paradas de sucessos, com músicas como "Faint", "In the end", "Crawling" e "Numb".

A banda ganhou dois prêmios Grammy, pela performance de "Crawling" e pelo single "Numb/Encore", do disco "Collision Course", gravado em colaboração com o rapper Jay-Z em 2004.

O último disco lançado pelo Linkin Park, "One More Light", saiu em maio deste ano e o grupo estava em turnê pelos Estados Unidos, com shows marcados até outubro.

Nascido em Phoenix, no Arizona (EUA), Chester começou a carreira na banda grunge Grey Daze. Depois, se juntou ao Linkin Park - que, na época, ainda se chamava Xero. Ele também trabalhou no projeto paralelo Dead by Sunrise e foi vocalista do Stone Temple Pilots. e fez participações em filmes, como "Adrenalina" (2006) e "Jogos mortais - O final" (2013). 
Turnês no Brasil


Em duas entrevistas dadas ao G1, Chester falou de futebol ("Fiquei muito interessado porque é totalmente baseado na defesa") e se mostrou animado com as turnês que fez no Brasil. Ele também citou mudanças no repertório do Linkin Park.

"Sou bem menos agressivo do que era. Há uns tempos, eu disse para os caras da banda: 'Ei, gosto dos gritos e tal, mas isso não é tudo o que sou. Não sou esse pobre coitado que se odeia e que só quer gritar com as pessoas. Eu também sei cantar", explicou o vocalista, antes de tocar com o grupo no festival SWU, em 2010.

Quando voltou com sua banda para shows em uma turnê própria, ele falou com carinho do início da carreira. "Eu me lembro de cair na estrada e tocar de graça. Não esperávamos alcançar o sucesso que alcançamos", disse.

"Foi como um foguete. Tem sido muito empolgante, o fato de que continuamos desafiando a nós mesmos a cada disco, mantendo as coisas 'frescas', fazendo novos fãs – e perdendo fãs. É fantástico fazer parte de algo como o Linkin Park. É uma coisa rara". 

G1 Homem passou cinco dias internado e tomou 15 soros após picada de cascavel, em Juru, no Sertão. 'Eu peguei e mordi ela porque eu fiquei com muita raiva na hora', disse.

um vereador do município de Juru, no Sertão paraibano, recebeu alta hospitalar nesta segunda-feira (17), após ser picado por uma cobra cascavel e matar o réptil com uma mordida na região da cabeça. O caso aconteceu com o vereador Álvaro Teixeira (PSB), de 36 anos, na última quinta-feira (13). O animal não resistiu ao golpe e morreu.

Teixeira explicou que costuma ir diariamente a uma propriedade que possui a 5 quilômetros de Juru. Na quinta-feira, ele foi ao local sem bota para colher palma. Foi quando o animal deu o bote. Segundo o vereador, a cascavel tinha cerca de um metro de comprimento.


Após revidar a picada, o político pegou o animal morto e foi direto para o hospital da região. Segundo ele, a equipe do local só acreditou que ele tinha sido picado por uma cascavel quando visualizou de fato o animal morto.
Vereador passou cinco dias internado e tomou 15 soros após picada de cascavel (Foto: Álvaro Teixeira/Arquivo Pessoal)
Depois disso, ele foi transferido para um hospital de Campina Grande, onde ficou internado até esta segunda-feira e chegou a tomar 15 soros. Nesta terça-feira (18), Álvaro Teixeira já está de volta a Juru, onde os moradores ficaram assustados com a notícia.

“Reagiram com espanto pelo fato de eu ter pego e matado a cobra com o dente. Como é um animal muito repugnante, causa logo medo. A cascavel é bem característica porque tem a base, quando você vê, corre, desmaia, sai de perto. Eu não. Tenho um certo costume, fui criado no campo. E já tinha isso na cabeça: no dia que uma cobra me morder, eu mordo ela”, disse.

Sobre as atividades no campo, o vereador afirmou que só não retomou ainda por conta das recomendações médicas. Por isso, deve passar mais dois dias de repouso. As atividades na Câmara Municipal só voltam na primeira quinzena de agosto, tempo suficiente para a recuperação do vereador.
Cascavel morreu após mordida de vereador (Foto: Álvaro Teixeira/Arquivo Pessoal)




Na tarde desta quarta-feira, o prefeito de Pendências, Fernando Medeiros (Fernandinho do PMDB), visitou o gabinete do deputado federal Walter Alves. Na pauta, Fernandinho discutiu com o deputado melhorias para a cidade através de emendas parlamentares, além de falar sobre política partidária e reforçar a atuação de Walter no município.

foto: assessoria Walter Alves



O maior telescópio de rádio funcional do mundo vai observar a área próxima da estrela Ross 128. O motivo são sinais inexplicáveis de rádio que estão sendo emitidos próximos a essa estrela e intrigaram os cientistas. Os primeiros sinais foram captados em maio desse ano.

O Obervatório Arecibo, em Puerto Rico, deve direcionar suas medições para a estrela anã, que é a 12ª mais próxima do Sol e fica a menos de 11 anos-luz da Terra. Os cientistas esperam que a observação extensiva ajude a resolver esse mistério. Não é a primeira vez que os cientistas na Terra capturam sinais de rádio aparentemente inexplicáveis.

O professor da Universiade de Porto Rico no Laboratório de Habitalidade Planetária de Arecibo, Abel Mendez, explica que os sinais são “pulsos quase não periódicos de banda larga sem polarização, com caracterísitcas muito parecidas com a dispersão”.
                 
O cientista ainda explica em um post na última semana que esses sinais de rádio podem ter sido causados por rajadas disparadas pelo Sol até a estrela, por outro corpo no meio do campo de visão ou por um satélite de órbita alta.

Claro, isso não impediu que as pessoas começassem a imaginar que os sinais fossem alguma forma de contato alienígena. A reposta de Mendez para essa pergunta é a seguinte:

— Caso você esteja se perguntando, a recorrente hipótese de alienígenas está atrás de muitas outras explicações melhores.

No entanto, o cientista reconhece que há problemas com cada uma das três explicações principais para o fenômeno. As rajadas solares não são compatíveis com as frequências e dispersão observada nos sinais, por exemplo. Há poucos objetos no mesmo campo de visão e satélites não são conhecidos por emitir esse tipo de pulso.

Por esse motivo, o observatório manteve suas atenções voltadas para esse canto do Sistema Solar no último domingo e espera resolver o mistério.

R7



Brasileiros com formações nas áreas da Tecnologia da Informação (TI) e usinagem e que dominem o francês podem se inscrever em uma das 216 vagas abertas para trabalhar no Canadá. A informação é da Agência de Desenvolvimento Econômico do Québec, do Canadá. Para concorrer a uma vaga, além da língua francesa, idioma oficial da província canadense, é necessária experiência em uma das duas áreas.

Os profissionais de TI devem ser tecnólogos em informática ou possuir graduação em Ciência da Computação, Construção de Computadores, Engenharia Elétrica ou Eletrônica. Já para as vagas de usinagem, é preciso ter experiência em operação e programação de máquinas ou soldagem.

Na área de TI, os salários variam de 77 mil a 95 mil dólares canadenses (R$ 194 mil a R$239 mil) por ano, enquanto na área de usinagem, os valores variam de 45 mil a 65 mil dólares canadenses (entre R$ 113 mil e R$ 163 mil).

As inscrições podem ser realizadas até o dia 13 de agosto no site oficial do governo local e a seleção ocorrerá por meio de uma plataforma online, onde os candidatos devem enviar currículo já em francês. Não há custos para participar do processo seletivo e, caso seja aprovado, a empresa contratante será responsável pelas despesas com visto e hospedagem.

As vagas têm duração inicial de um a três anos, mas é possível realizar um pedido de renovação ou residência fixa após um ano de trabalho.

O Globo


Foto: Joel Rodrigues/FramePhoto/Folhapress
Divulgada nesta quarta-feira (19) uma pesquisa revela a descrença do País com os políticos na Capital Federal. O Instituto Paraná Pesquisas perguntou se elas achavam que em Brasília tem mais ladrões do que em outras cidades brasileiras. 67,7% responderam que sim. 30,7% afirmaram que não e 1,6% não souberam opinar.

O estudo foi feito com pessoas a partir dos 16 anos. A taxa mais alta do público que afirmou que em Brasília há mais ladrões do que em outras cidades brasileiras foi com 60 anos ou mais: 69,1%.

70,4% das pessoas que participaram da pesquisa na região Sul do Brasil também acreditam que há mais ladrões em Brasília do que em outras cidades brasileiras.

A pesquisa foi realizada com 2.890 pessoas de todo o território nacional entre os dias 6 e 10 de julho. A amostra atinge um grau de confiança de 95% e a margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.


R7



Foi presa em Shenzhen, na China, uma mulher com 102 iPhones e relógios presos ao corpo, o que a deixou 20 quilos mais pesada. O caso aconteceu na terça-feira passada, 11. A mulher foi apelidada pela imprensa local de “Mulher de Ferro”.

Os funcionários da alfândega abordaram a suspeita depois de reparar um “inchaço” no corpo dela, além de ter disparado o alarme no detector de metais. Os oficiais da alfândega revistaram e descobriram iPhones de vários modelos e 15 relógios de pulso de luxo.

O recorde de contrabando de iPhones na China foi registrado em 2015. Foram 146 celulares atrelados ao corpo. Naquele mesmo ano, um homem tentou passar com 94 aparelhos.

O Povo 


Um boletim de ocorrência inusitado chamou a atenção em Cáceres, a 220 km de Cuiabá, no Mato Grosso do Sul. Um morador da cidade que disse estar cansado de ser traído pela mulher registrou uma queixa contra a companheira. O BO foi registrado na última segunda-feira (17) pelo homem de 50 anos. Ele alega que não aguenta mais ‘tomar chifre’.
A reportagem do G1 tentou contato com o marido e a esposa, mas eles não foram localizados. A publicação divulgou uma imagem do boletim de ocorrência registrado pela Polícia Civil.

No documento, o homem disse que tem um relacionamento com uma mulher que conheceu em Cáceres, porém, teria presenciado diversas traições. A Polícia Civil classificou o BO como ‘natureza atípica’ e, portanto, não resulta em nenhum procedimento policial, já que a situação narrada não é considerada crime pela polícia.

A polícia disse ainda que o próprio marido quis que os termos fossem descritos na forma em que foram colocados no documento. No entanto, devido ao uso de palavras grosseiras, o marido deve ser chamado para se explicar na delegacia.

A publicação destaca que ele deve ser ouvido na tarde desta quarta-feira (19) em uma delegacia em Cáceres.

G1


POR FOLHAPRESS

A defesa dos delatores da JBS vai entregar, em setembro, à Procuradoria-Geral da República cerca de 20 novos anexos que complementarão o acordo de colaboração premiada assinado pelos irmãos Joesley e Wesley Batista e diretores do grupo.

Os anexos são detalhamentos das histórias de corrupção contadas pelos executivos da empresa, que foram divididas em 14 temas.

Em cada tema há vários investigados. Os cerca de 20 novos anexos serão juntados a outros 44 que foram entregues aos procuradores no início do acordo de delação.

Joesley Batista ficará responsável pela metade das cerca de duas dezenas de novos anexos. Ele promete relatar, entre outras coisas, o caminho da propina que diz ter pago a cada um dos 1.829 políticos de 28 partidos cujos nomes aparecem na lista da JBS recebendo mais de R$ 600 milhões de forma ilícita.

O empresário vai relatar o motivo das doações ilegais, como elas teriam sido pagas e as contrapartidas em relação a esses pagamentos.
Nos últimos dias, segundo fontes ouvidas pela Folha, o empresário diz que se lembrou de pelo menos um prefeito que recebeu dinheiro ilegal e que não estava no rol de delatados.

O irmão mais velho de Joesley, Wesley Batista, pretende fazer um relato sobre o suposto suborno de pelo menos 200 funcionários do Ministério da Agricultura que fiscalizavam as empresas do grupo.

A JBS está fazendo um pente-fino em seus departamentos para colher histórias e provas de pagamentos ilegais a funcionários.

Segundo a Folha apurou, Wesley vai falar que essa não era uma prática exclusiva da JBS, mas sim um caso de corrupção sistêmica.

Segundo ele, todas as empresas do setor tinham que pagar os fiscais. O presidente da holding J&F, que controla a JBS e outras empresas do grupo, disse que a cúpula do Ministério da Agricultura era alertada sobre os esquemas de corrupção na pasta, mas o problema nunca foi resolvido.

A primeira leva de 44 anexos foi produzida pelos dois donos da JBS e cinco executivos da companhia.

Já os 20 novos termos da delação estão sendo preparados por quatro delatores. Além dos irmãos Batista, participam da elaboração o diretor de relações institucionais da J&F, Ricardo Saud, e o diretor jurídico do grupo, Francisco de Assis. Cada um deles prepara quatro anexos.

Francisco de Assis vai relatar casos envolvendo o ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o doleiro Lúcio Bolonha Funaro, o empresário Victor Sandri, que fazia a intermediação da empresa com o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, e sobre a empresa offshore Blessed, que fica na Suíça.

Segundo fontes ouvidas pela Folha, Assis vai fazer novos anexos sobre Cunha e Funaro para se adiantar a uma possível delações dos dois.

O acordo de delação premiada dos executivos da JBS foi formalizado no dia 3 de maio e prevê que novos anexos sejam entregues num prazo de 120 dias a partir da assinatura. A colaboração foi homologada pelo ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), em 11 de maio.

A ideia de Joesley era se antecipar ao prazo final e entregar os cerca de 20 novos anexos ainda no mês de agosto, mas, diante do volume de informações coletadas pelos colaboradores, a data foi prorrogada para setembro.

OUTRO LADO
A J&F disse, em nota, que os colaboradores apresentaram informações e documentos à Procuradoria-Geral da República e continuam à disposição para cooperar com a Justiça. “Vale destacar que os colaboradores ainda podem apresentar documentos e explicar fatos no prazo de 120 dias previsto no acordo.”

O advogado de Guido Mantega, Fábio Tofic Simantob, diz que as menções a seu cliente na delação da JBS são mentirosas.


O juiz Sérgio Moro bloqueio quatro contas bancárias do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), nesta quarta-feira, 19, que somam o montante de R$ 606.727,12.

Moro ainda confiscou três imóveis pertencentes ao ex-presidente, além de um terreno.

O pedido de bloqueio de bens do petista, que foi condenado pelo juiz Sérgio Moro a nove anos e seis meses de prisão por corrupção passiva na Operação Lava Jato, foi feito no ano passado ao Ministério Público Federal.


O Globo

Após um dia de negociações para fechar o decontingencimento do Orçamento, fontes da equipe econômica afirmaram que, ao contrário do que chegou a ser cogitado ao longo do dia, não haverá elevação do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) e da Cide (que incide sobre o setor de combustíveis). Com sérias dificuldades para fechar as contas de 2017, a equipe confirmou, porém, o aumento do PIS/Cofins sobre o diesel, a gasolina e o etanol, como havia antecipado a coluna de Míriam Leitão. O aumento terá alíquotas diferenciadas para cada combustível. A ideia, agora, é recorrer a receitas que não são tributárias, como taxas — mas a fonte não especificou que taxas seriam essas.

A medida é uma maneira de reforçar os cofres públicos e evitar que a equipe econômica tenha que fazer um contingenciamento adicional no Orçamento do ano ou mesmo alterar a meta fiscal, aumentando o tamanho do rombo previsto para o ano.

Uma fonte ligada à Presidência da República revelou que um dos argumentos para o aumento de tributos é o déficit da Previdência, estimado em mais de R$ 180 bilhões para este ano.


Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.